• Da redação

Ritmo Julino: batata-doce assada com sementes e molho de tahine!


O mês de julho marcou sua entrada anual acompanhado por uma frente fria rigorosa, soprada por ventos fortes e gelados provenientes do extremo Sul do continente e fez muita gente correr atrás de agasalhos mais pesados, para poder manter o corpo aquecido.

Durante o dia o vento gelado soa mais ameno, pois o céu de intenso azul, comum nesta época do ano na região Sudeste do Brasil, expõe o sol em toda sua plenitude e o astro rei aquece de forma generosa os comuns mortais. Mas quando este se ausenta e a noite se anuncia, sentimos a presença do inverno em toda sua intensidade.

Nestas noites frias, nem o delicioso crepitar de labaredas avermelhadas das fogueiras juninas, que agora seguem julinas, é suficiente para trazer calor e aconchego. O corpo clama também por comidas e bebidas quentes, aumentando significativamente o nosso apetite, pois o organismo precisa gerar mais energia para nos manter aquecidos.

Além do aumento de apetite, surge também a vontade de ingerir alimentos mais calóricos, e são nestes momentos que muita gente coloca o esforço de vários meses de cuidado em risco, pois vai com muita sede ao pote e perde a luta com a balança.

Preocupada em manter a saúde física e mental de seus leitores, a coluna publica nesta semana fria uma receita com batata-doce, tubérculo que caiu no gosto dos nutricionistas, nutrólogos e preparadores físicos e saiu do lugar comum para virar a queridinha de muitos, que antes costumavam consumir esta batata somente durante o período das festas juninas e julinas.

Esta receita utiliza o formato da batata frita tradicional, mas vai ao forno envolvida em crosta de sementes, o que agrega um valor funcional ao seu delicioso sabor, que depois ainda fica mais apurado quando é mergulhada no molho de tahine.

INGREDIENTES:

1 Kg de Batata-doce

1 1/2 Colher de chá de sementes de cominho, ou uma de chá de cominho em pó.

1 colher de chá de sementes de erva-doce ou de coentro.

2 colheres de chá de sementes de gergelim branco.

2 colheres de chá de sementes de gergelim preto.

6 colheres de chá de sementes de girassol.

2 colheres de sopa de óleo de coco derretido ou azeite.

1 dente de alho inteiro e com a casca (para o molho de imersão).

Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto.

INGREDIENTES PARA O MOLHO DE TAHINE:

75 ml de tahine.

75 ml de suco de limão.

2 colheres de sopa de óleo de coco derretido ou azeite.

125 ml de água.

1 alho assado (que foi assado junto com as suas batatas).

1 pitada de sal.


2 colheres de chá de ervas frescas picadas para decorar (salsa e cebolinha funcionam bem).

PREPARO DA BATATA-DOCE:

Pré-aqueça o forno a 190° C e unte uma assadeira. Lave bem as batatas e deixe de molho na água com algum desinfetante por alguns minutos, pois iremos utilizar a casca para potencializar a terapêutica.

Corte as batatas no formato da batata frita tradicional, mas um pouco maior, algo em torno de 2 cm. Esmague o cominho e as sementes de erva-doce com um pilão. Ponha sementes esmagadas em uma tigela pequena com as sementes de gergelim.

Coloque as fatias de batata em uma tigela grande, polvilhe com sal, pimenta e o azeite. Polvilhe a mistura de sementes e especiarias sobre as batatas.

Coloque as fatias de batata já temperadas e o dente de alho não pelado na assadeira e asse por 50 minutos, ou até dourar a batata.

PREPARO DO MOLHO DE TAHINE:

Esprema o alho assado da casca em um processador de alimentos ou liquidificador, juntamente com o tahine, o suco de limão, óleo, sal e a água e bata até ficar homogêneo. Adicione mais água, se desejar, uma colher de sopa por vez, para obter a consistência desejada.

Quando estiver suave e na consistência desejada, transfira para uma tigela e polvilhe ervas frescas.

Servir as batatas, com o molho de Tahine com alho assado para acompanhar.

RENDIMENTO: 6 Porções!

ACOMPANHAMENTO: Arroz, feijão, salada, filés grelhados...

Fica perfeita também para servir com tira gosto, no happy hour!

DICA: Caso não tenha, ou não aprecie alguma das sementes usadas na crosta, substitua por alguma do seu gosto, ou pelas que tiver por casa.

Sugiro experimentar o preparo com as diferentes polpas de batata doce: branca amarela e a roxa, pois cada uma apresenta nuances de sabores distintos.

NOTA: Para quem não conhece ou nunca usou a pasta tahine, registro aqui algumas informações.

O tahine é uma pasta feita com sementes de gergelim (sésamo) muito usada na cozinha árabe. Ele pode ser comprado fresco, ou enlatado.

Existem duas variedades de tahine: a feita com sementes descascadas de gergelim ou com a de sementes integrais (não descascadas). Este último é bastante mais amargo, mas em compensação, possui maior quantidade de vitaminas, cálcio e proteínas.

#SimpleseSofisticado #ReceitasCulinárias #Batatadoceassada #MolhodeTahine #BeatrizChassot #ReceitaJulina #Bomparaofrio

37 vues0 commentaire