• Da redação

Planejamento familiar: entenda os métodos contraceptivos e o trabalho da doula na hora do parto


Na última edição impressa do Jornal da Cidade no dia 27/11(clique e baixe), foi mostrada a importância do planejamento familiar para a sociedade brasileira e as escolhas das mulheres após a gravidez. A lei federal 9.263/96, deixa claro que o planejamento familiar é um direito de todo cidadão, e diz respeito a conscientização sobre os diversos métodos contraceptivos disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS), bem como acompanhamento clínico na gravidez, com exames pré-natais e médicos especializados disponíveis em postos de saúde. Leandro Ribeiro, residente no setor de obstetrícia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia, explica em vídeo os principais métodos contraceptivos disponíveis no SUS, e sua eficácia. Confira:

Sobre o procedimento de laqueadura, Leandro explica que na hora de fazer o pré-natal geralmente esse tema é abordado com o pai e a mãe, já que esse procedimento tem algumas regras, entre elas, a autorização do cônjuge. "O problema é que na grande maior parte das vezes o pai não está presente nos primeiros atendimentos. As vezes nem aparece no trabalho de parto", lamenta.

No Brasil, existe o projeto Parto Adequado, desenvolvido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE) e o Institute for Healthcare Improvement (IHI), com o apoio do Ministério da Saúde. Ele tem o objetivo de identificar modelos inovadores e viáveis de atenção ao parto e nascimento, que valorizem o parto normal e reduzam o percentual de cesarianas sem indicação clínica na saúde suplementar. Essa iniciativa visa ainda a oferecer às mulheres e aos bebês o cuidado certo, na hora certa, ao longo da gestação, durante todo o trabalho de parto e pós parto, considerando a estrutura e o preparo da equipe multiprofissional, a medicina baseada em evidência e as condições socioculturais e afetivas da gestante e da família. O projeto desenvolveu, inclusive, infográficos sobre os procedimentos a serem tomados em partos em pacientes que tem Covid - 19. Acesse clicando aqui.

Ainda quando o tema é parto e planejamento familiar, existem outros profissionais capazes de ajudar a família a passar por todo esse processo. Um deles é a doula, responsável por tirar dúvidas dos pais, acompanhar a gestação da mulher e auxiliar no parto natural, principalmente quando é feito em casa. "Muitas mulheres me procuram porque querem ter uma experiência diferente, marcante, um parto sem o que chamamos de violência obstétrica", relata a doula Regiane Prado, que atende em Holambra, Artur Nogueira e região.

(Entenda mais sobre violência obstétrica clicando aqui)

“Independente da escolha da mãe, nosso objetivo é levar conhecimento e fazer com que tudo seja muito tranquilo”, salienta Regiane. Nesse sentindo, os profissionais entrevistados pelo Jornal da Cidade concordam: a população precisa estar a par de processos que são tão normais e que estão presentes no nosso dia a dia, como a sexualidade e a maternidade, finalizam.

Acompanhe um pouco do trabalho das doulas através da galeria:

Noemi Almeida






151 visualizações0 comentário